Praia de bilhões

Tradicional encontro de antigos reúne carros mais raros do mundo

Encontro de automóveis antigos é o que não falta em todo o mundo. Mas realizado há 61 anos e com a sofisticação de Pebble Beach, nos EUA, não existe nenhum outro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 28/08/2011 09:56 / atualizado em 28/08/2011 10:24 Boris Feldman /Estado de Minas
Voisin - the best of show - Boris Feldman/EM/D.A Press Voisin - the best of show

De Monterey (EUA) -
Uma fila de 22 automóveis ao lado de uma praia pode valer meio bilhão de dólares? Depende: se a praia for na Califórnia, entre as cidades de Carmel e Monterey, no terceiro domingo de agosto, qualquer exagero quando se fala de automóveis não assusta nenhuma das mais de 10 mil pessoas que pagam US$ 200 para ter acesso ao Pebble Beach Concours d’Elegance. O evento anual acontece desde 1950 e se tornou o mais sofisticado encontro de automóveis antigos do mundo. E, por atrair multidões de colecionadores, acabou levando também outros eventos para a região: desde quarta até domingo, são 12 leilões, corridas na pista de Laguna Seca, desfile de antigos (Tour d’Elegance), encontros segmentados (Concorso Italiano, QuailLodge), dezenas de badalações sociais e até lançamentos de automóveis.

Os automóveis antigos que apareceram em Pebble Beach estão entre os mais raros, valiosos e bem restaurados (ou conservados) do mundo. E lá dificilmente se repete um carro: só em situações especiais, quando, por exemplo, se celebra o aniversário de marca ou modelo.

Clique aqui e veja mais fotos


Este ano, o destaque ficou por conta dos 50 anos de dois modelos: a Ferrari 250 GTO e o Jaguar E-Type. Da marca italiana, 22 dos 39 GTOs produzidos (avaliados em cerca de US$ 25 milhões, ou R$ 42 milhões, cada...) estavam enfileirados num espaço especial, seguidos de raríssimos exemplares de Mercedes-Benz, pois a marca alemã, por sua vez, comemora em 2011 os 125 anos de seu primeiro modelo (o triciclo Patent Motorwagen, construído por Herr Benz). Os alemães não deixam por menos e sempre lembram que a idade da marca coincide com a do próprio automóvel, pois o “Patent” é considerado o primeiro do mundo...
Fiat V8 Ghia Supersonic de 1953 - Boris Feldman/EM/D.A Press Fiat V8 Ghia Supersonic de 1953

LEILÕES A venda de antigos sob o martelo vem ocupando cada vez mais espaço na “Semana Pebble Beach”. Casas leiloeiras famosas no setor, como Bonham’s, RM Auctions, Goodings, Rosso&Stile e Mecum, sempre aumentam o volume de carros e já dividem seus leilões em dois ou três dias para “dar conta” das centenas de automóveis que desfilam em seus eventos. Um recorde foi batido este ano: no leilão de sábado, da Goodings, uma Ferrari Testa Rossa foi vendida por US$ 16,5 milhões (cerca de R$ 28 milhões).

Várias fábricas de automóveis aproveitam a presença de dezenas de milhares de apaixonados, formadores de opinião e jornalistas para lançar modelos e apresentar conceitos. Land Rover, Cadillac, Nissan, Hyundai, Mercedes, Saab-Spyker eram algumas das que ocuparam espaço.
Jaguar E-type 1961 - Boris Feldman/EM/D.A Press Jaguar E-type 1961

DESFILE O concurso de elegância se restringe ao domingo, das 10h às 18h. De manhã, uma comissão de jurados analisa meticulosamente os carros expostos para definir os melhores de cada categoria e o melhor de todos, o Best of Show. Quem levou o principal troféu este ano foi um carro francês, o Voisin C-25 Aerodyne, de Peter Mullin, um colecionador de Los Angeles. A marca fabricava aviões até a Primeira Guerra Mundial, mas passou depois para os automóveis, que, graças ao seu know-how, eram extremamente leves e aerodinâmicos. O C-25, fabricado em 1934, tem motor de três litros de cilindrada, 100cv, transmissão semiautomática e chega aos 140km/h. Uma curiosidade do carro é o teto deslizante.
Ferrari 1952 Barchetta - Boris Feldman/EM/D.A Press Ferrari 1952 Barchetta

Concorso "mezzo" Italiano

Um dos mais concorridos eventos nos dias que antecedem Pebble Beach era o Concorso Italiano, promovido pelo empresário Frank Mandarano, até que ele desistiu de organizá-lo. E o grande encontro que reunia marcas, estilistas, designers e outros charmes italianos entrou em decadência. Mesmo tendo reassumido há três anos, Mandarano não conseguiu restaurar seu brilho. Realizado atualmente no Laguna Seca Golf Ranch, ele exibe automóveis em sua maioria italianos, mas com muita quantidade e pouca qualidade. Este ano, por exemplo, uma belíssima Ferrari “barchetta”(conversível) presente do Comendatore Enzo a Henri Ford II era quase uma exceção entre outros esportivos italianos. O evento perdeu consistência pela falta das raridades que o frequentavam no passado como as Ferraris GTO, Testa Rossa ou California. E, para ocupar seu espaço, Mandarano recorreu a Cadillacs, Corvettes, Mercedes e Porsches, diluindo a atmosfera italiana com marcas europeias e americanas sem referência com o mais famoso design do mundo. E o arrependimento de quem desembolsou US$ 130 (cerca de R$ 220) para admirar no estacionamento do Golf Ranch modelos mais interessantes que os expostos...

22 Ferraris 250 GTO - Boris Feldman/EM/D.A Press 22 Ferraris 250 GTO

Quem ocupou com maestria o espaço (literalmente) perdido pelo Concorso Italiano foi o evento realizado no Quail Lodge, exatamente o mesmo (e também na sexta-feira) ocupado antes por Mandarano. Foi onde se concentrou toda a sofisticação “pré-Pebble Beach”.

Mercedes-Benz 1915 - Boris Feldman/EM/D.A Press Mercedes-Benz 1915

Tags:

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
fernando
fernando - 08 de Setembro às 14:50
Aposto que esse evento não foi aberto ao publico que gostaria de ver pelo menos uma vez na vida um desses modelos, é um evento nada ecletico e anti-social !!!!!
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
20 de outubro de 2016
26 de agosto de 2016
08 de março de 2016
03 de fevereiro de 2016
26 de janeiro de 2016