Ford Fusion 2017

Reestilizado, Ford Fusion chega ao Brasil a partir de R$ 121.500

Apresentado no Salão de Detroit em janeiro, Ford Fusion 2017 desembarca no Brasil com inéditos recursos de auxílio ao motorista. É uma pedra no sapato da concorrência

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 20/09/2016 18:45 / atualizado em 26/09/2016 21:48 Bruno Freitas/Portal Vrum
Ford/Divulgação
De Mata de São João (BA) - Sem opção de motor turbo no Focus Fastback (2.0 flex de 178cv, a partir de R$ 82.690), a Ford literalmente corre atrás para acompanhar a tendência do downsizing entre os sedãs médios. Para isso, aposta em um carro maior: o reestilizado Fusion, que estreia a versão intermediária SEL 2.0 EcoBoost (R$ 125.500) – agora com 248cv, acréscimo de 14cv e promessa de ter ficado até 7% mais econômico no motor turbinado –, no encalço do recém-lançado Honda Civic Touring (R$ 124.900), menor em dimensões, capacidade cúbica e potência, com seu 1.5 de 173cv.

Rejuvenescido no visual, com novos faróis full LED e rodas aro 18 polegadas, o Ford Fusion 2017 também estreia importantes tecnologias de auxílio ao motorista. Entre elas, frenagem automática para alerta de colisão e detecção de pedestres, segunda geração do estacionamento automático, e a central multimídia Sync 3 (que no Brasil estreou no Focus), com tela de oito polegadas e 11 alto-falantes. A versão Hybrid, contudo, ficou para depois.

Produzido em cinco países – Estados Unidos, México, Espanha, Rússia e China –, o Ford Fusion é vendido em mais de 160 mercados. No Brasil, faz relativo sucesso, com mais de 96 mil unidades vendidas, devido justamente ao conteúdo e posicionamento de preços em relação aos concorrentes. Ainda que utilize o argumento de que o Civic subiu de patamar, a Honda que se cuide.

Ford/Divulgação
Na linha 2017, os faróis do Ford Fusion ganharam perfil mais alongado, com lâmpadas halógenas nas versões SE flex e SEL (a tecnologia full LED é exclusiva da topo de linha Titanium), ambos com luz diurna. A grade frontal conta agora com sistema de fechamento ativo, recurso que busca melhorar a refrigeração do motor e a aerodinâmica. As lanternas de LED têm novo desenho e são unidas por um friso cromado. São três desenhos de roda, um por versão, com sete opções de cores para a carroceria.

Ford/Divulgação
O interior teve o isolamento acústico retrabalhado, com a adoção de para-brisa e vidros laterais dianteiros laminados e, além de novas forrações, conta com inédita combinação de cores Soft Ceramic (preto e branco) na versão Titanium AWD, de tração integral. A alavanca de câmbio foi substituída por outra solução já vista em carros de luxo. Um botão seletor de marchas, chamada pela Ford de E-shifter, que acrescenta funções de acionamento do freio-motor (Low), na versão SE flex, e Sport, para trocas mais esportivas, quando equipado com o motor 2.0 EcoBoost. A tração integral ganhou nova interface, aprimorando a estabilidade em pistas escorregadias, segundo a Ford.

Além das melhorias no motor 2.0 EcoBoost a gasolina, com médias anunciadas de 8,6km/l na cidade e 11,7km/l na estrada, o Fusion 2017 melhorou o consumo também no 2.5 flex, mantendo a potência de 167cv/175cv com gasolina ou etanol, respectivamente. Com etanol, faz 6km/l (cidade) e 8,5km/l (estrada), e com gasolina, roda 8,6km/l (c) e 12,3km/l (e). Vale destacar que 95% do torque máximo do motor turbo já está disponível a 1.750rpm.

Ford/Divulgação
CONTEÚDO Desde a versão de entrada SE flex, o Ford Fusion 2017 vem equipado com chave de sensor de presença, acesso e partida sem chave (Ford Power), monitoramento de pressão dos pneus e o Sync 3, além do E-shifter. O Fusion SEL EcoBoost acrescenta acionamento automático do motor (Auto Start-Stop) e partida remota, com teto solar opcional por mais R$ 4 mil.

Com tração dianteira, a versão Titanium FWD oferece o Sync 3 com som Sony Premium e 12 alto-falantes e parte dos novos recursos de assistência: farol alto automático, monitoramento de ponto cego com alerta de tráfego cruzado e permanência em faixa, bancos dianteiros reguláveis em temperatura, ajuste elétrico do banco do passageiro (10 posições), personalização da luz ambiente e aerofólio. O teto solar é opcional pelo mesmo valor. Por fim, a topo de linha Titanium AWD completa as novas tecnologias trazendo alerta de colisão e detecção de pedestres, estacionamento automático e o teto solar. A garantia é de três anos, com revisões anuais ou a cada 10 mil quilômetros.

Ford/Divulgação
FICHA TÉCNICA

»MOTORES – 2.5 flex de 166cv/175cv e torque de 23,2kgfm/24kgfm; 2.0 EcoBoost turbo de 248cv e 37,9kgfm

»TRANSMISSÃO – Tração dianteira ou integral; câmbio automático de seis marchas

»DIREÇÃO – assistência elétrica

»FREIOS – discos ventilados na frente e na traseira, com ABS e EBD

»CAPACIDADES – tanque de combustível de 62 litros/68 litros (2.0 EcoBoost de tração integral); capacidade de carga (passageiro e carga), 386kg; peso, 1.152kg a 1.627kg

»DIMENSÕES – comprimento, 4,87m; largura, 2,12m; altura, 1,49m; distância entre-eixos, 2,85m

CONFIRA PREÇOS DO FORD FUSION 2017:

2.5 Flex SE R$ 121.500
2.0 EcoBoost SEL R$ 125.500
2.0 EcoBoost Titanium R$ 138 mil
2.0 EcoBoost Titanium AWD (tração integral) R$ 154.500

*Jornalista viajou a convite da Ford

Tags: vrum Estado de Minas motor 2.0 EcoBoost assistência ao motorista condução semi autônoma Fusion reestilizado Ford Fusion 2017

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
22 de novembro de 2017
21 de novembro de 2017