Mexida providencial

Novo Chevrolet Spin chega às concessionárias com preços de R$ 63.990 a R$ 83.990

Chevrolet apresenta a linha 2019 do monovolume Spin, que chega ao mercado com visual renovado, em quatro versões e configurações de cinco e sete lugares, mas motor é antigo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 06/07/2018 20:07 Enio Greco /Estado de Minas

Modelo ganhou linhas mais modernas, com faróis e grade afilados, além de para-choque redesenhado - Chevrolet/Divulgação Modelo ganhou linhas mais modernas, com faróis e grade afilados, além de para-choque redesenhado
 

De Foz do Iguaçu (PR) - Pra quem achava que o grande problema do Chevrolet Spin era o visual estranho, vale a pena dar uma olhada na linha 2019 do modelo, que chega este mês nas concessionárias da marca. O monovolume passou por uma reestilização que pode parecer simples, mas que resultou em mudança agradável, proporcionando aspecto mais moderno. Disponibilizado em quatro versões de acabamento, o novo Spin é vendido nas configurações de cinco e sete lugares, mas manteve o antigo motor 1.8 ECO, com as opções de câmbio manual ou automático de seis marchas. Os preços vão de R$ 63.990 a R$ 83.990.

As laterais foram mantidas, mas as versões topo de linha ganharam rodas de aro 16 polegadas - Chevrolet/Divulgação As laterais foram mantidas, mas as versões topo de linha ganharam rodas de aro 16 polegadas

Ao mexer no Spin, a General Motors acabou tentando colocar o modelo em crise de identidade, ao classificá-lo como crossover. Mas apesar das mexidas providenciais e significativas no visual, a estrutura do modelo foi em grande parte preservada e ele mantém as características de um monovolume ou minivan. Desde a sua concepção até ser lançado em 2012, o modelo tinha como principal argumento a proposta familiar, com amplo espaço e certa flexibilidade. Mas seu visual estranho acabou criando uma imagem não muito positiva e o modelo ficou conhecido como Capivara. Mas fez sucesso entre taxistas e virou boa opção para famílias grandes.

 


Agora, na linha 2019, a GM acertou a mão e modificou o visual do Spin, que ficou bem mais moderno. Olhando o carro de frente, nota-se que o capô ganhou maior inclinação, os faróis estão mais afilados e com opção de luz de condução diurna em LED. A grade dianteira também ganhou linhas mais horizontalizadas, deixando o Spin em sintonia com os outros modelos da marca, e o para-choque foi redesenhado. A traseira traz como novidades o aerofólio na parte superior da tampa do porta-malas, que foi modificada, e lanternas mais alongadas e bipartidas. A versão aventureira Activ não traz mais o estepe pendurado na traseira, mas conta com rach de teto com desenho diferenciado e rodas de liga leve de 16 polegadas. O pneu sobressalente foi parar debaixo do porta-malas.

A traseira foi totalmente redesenhada, ganhando lanternas bipartidas invadindo a tampa do porta-malas - Chevrolet/Divulgação A traseira foi totalmente redesenhada, ganhando lanternas bipartidas invadindo a tampa do porta-malas

INTERIOR Por dentro, o novo Spin traz diferentes níveis de acabamento, que variam de acordo com a versão. Mas o painel mudou para todas, trazendo novo desenho, com porta-luvas que tem tampa abrindo para cima. O quadro de instrumentos é igual ao do Tracker, de fácil visualização. Mas a principal novidade do modelo é a segunda fileira de bancos corrediça, montada sobre trilhos, que pode ser movimentada 5cm para a frente e 6 cm para trás, modificando o espaço para os passageiros ou para bagagem. Com bancos mais estreitos e rebatíveis, o novo Spin proporciona versatilidade, e na configuração de cinco lugares o porta-malas pode ir de 710 para 756 litros com a segunda fileira toda avançada. A versão aventureira Activ7 tem a terceira fileira de bancos, que tem espaço limitado, ideal para crianças.

O interior tem acabamento de boa qualidade e conta com a central multimídia MyLink - Chevrolet/Divulgação O interior tem acabamento de boa qualidade e conta com a central multimídia MyLink

No quesito segurança, a linha 2019 do Spin traz como novidade os pontos de ancoragem para cadeira infantil do tipo Isofix e Top Tether, além de apoios de cabeça e cinto de segurança de três pontos para todos os passageiros. Conta ainda com lanternas de neblina, ajuste de altura dos faróis e luzes indicadoras de direção lateral. A lista de equipamentos de série traz ainda ar-condicionado, direção com assistência elétrica, transmissão de seis velocidades, além de travas e vidros elétricos com comando por controle remoto na chave. Retrovisor com ajuste elétrico e sensor de estacionamento agora são itens de série desde a versão LT, que ganha uma configuração com transmissão automática.

Os bancos podem ser rebatidos para proporcionar diferentes configurações - Chevrolet/Divulgação Os bancos podem ser rebatidos para proporcionar diferentes configurações

E se o assunto é conectividade, o Spin pode ser equipado com o multimídia MyLink com Android Auto e Apple CarPlay, além da opção do sistema de telemática avançada OnStar, que agora é capaz de alertar o usuário para o não esquecimento de objetos e pessoas nos bancos traseiros do carro. Sistema imprescindível para pais e mães desatentos. As versões mais sofisticadas (LTZ e Activ) são equipadas com câmera de ré com linhas guias, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, ajuste de altura dos faróis, além de luz de posição em LED. Mas o modelo tem apenas uma entrada USB. Algo estranho para um carro moderno de proposta familiar.

DIRIGINDO Com o deslocamento do estepe da tampa do porta-malas para debaixo do assoalho, houve alteração no centro de gravidade do carro. Além disso, o uso de diferentes diâmetros de rodas exigiu que a engenharia da GM fizesse uma calibragem de suspensão específica para cada versão. Dirigimos a versão LTZ durante a apresentação do modelo e foi possível notar que apesar da boa estabilidade, as suspensões não conseguem filtrar muito bem as imperfeições do solo, causando certo desconforto.

O motor 1.8 tem potência máxima de 111cv com etanol. O modelo merecia algo melhor - Chevrolet/Divulgação O motor 1.8 tem potência máxima de 111cv com etanol. O modelo merecia algo melhor

O modelo continua equipado com o já conhecido motor flex 1.8 ECO, que rende até 111cv de potência e 17,7kgfm de torque, com transmissão automática ou manual de seis marchas. Na prática, é preciso subir bem o giro do motor para atingir um desempenho satisfatório e com isso o nível de ruídos aumenta. De acordo com dados da GM, o Spin LTZ manual acelera até 100km/h em 10,2s, com consumo de 10,4km/l (g) e 7,8km/l (e) na cidade, e de 13,2km/l (g) e 9,0km/l (e) na estrada. A linha 2019 do monovolume da Chevrolet ganhou com a reforma visual e com a flexibilização do seu espaço interno, mas merecia um motor mais eficiente e alguns equipamentos para torná-lo mais interessante.

PREÇOS
LS (manual) – R$ 63.990
LT (manual) – R$ 68.990
LT (automático) – R$ 69.990
LTZ (manual) – R$ 78.490
LTZ (automático) – R$ 81.990
Activ (automático) – R$ 79.990
Activ7 (automático) – R$ 83.490

Tags: motors general minivan ltz lt activ crossover monovolume spin chevrolet novo

Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
19 de setembro de 2018
18 de setembro de 2018
17 de setembro de 2018