Veículo Global

Volkswagen faz apresentação mundial do SUV compacto T-Cross, que chegará em 2019

Em apresentação simultânea com a Europa e a China, a Volkswagen finalmente mostrou o SUV compacto T-Cross, que terá dois motores TSI e muita tecnologia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 26/10/2018 16:28 Enio Greco /Estado de Minas


O SUV compacto será produzido na fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná - Volkswagen/Divulgação O SUV compacto será produzido na fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná
 

Depois de muito suspense e mistérios, a Volkswagen finalmente apresentou seu SUV compacto T-Cross, o primeiro da marca produzido no Brasil, em São José dos Pinhais (PR), e que chegará ao mercado nacional em 2019. Construído sobre a plataforma MQB, a mesma do novo Polo e Virtus, o modelo terá as opções de motores 1.0 TSI e 1.4 TSI, com câmbio manual ou automático de seis marchas. Todas as versões serão equipadas com controle de estabilidade, discos de freio nas quatro rodas e seis airbags. A Volkswagen ainda não divulgou os preços, mas a expectativa é de que oscilem entre R$ 85 mil e R$ 110 mil.


O VW T-Cross foi apresentado em São Paulo simultaneamente com a Europa e a China, onde também será comercializado, e é um dos cinco novos SUVs que a montadora lançará na América Latina até 2020. Mas a Volkswagen revelou que o modelo produzido no Brasil terá algumas diferenças, como distância entre-eixos 88mm maior do que a do similar europeu, totalizando 2,65m. O T-Cross mede 4,20m de comprimento e 1,56m de altura (9mm mais alto que modelo europeu). Todas as versões serão equipadas com luz de condução diurna (DRL) em LED, integrada ao farol de neblina, mas opcionalmente poderão trazer faróis full-LED.

O modelo brasileiro tem distância entre-eixos de 2,65m, 88mm maior do que o europeu - Volkswagen/Divulgação O modelo brasileiro tem distância entre-eixos de 2,65m, 88mm maior do que o europeu

O porta-malas tem volume que pode variar de 373 a 420 litros, já que o banco traseiro é reclinável e o encosto do dianteiro do passageiro pode ser dobrado, ampliando o espaço para cargas compridas. E falando em espaço, o interior do T-Cross acomoda quatro pessoas com conforto, já que conta com bancos anatômicos e com comandos bem posicionados. O painel é moderno e horizontalizado, como as linhas externas do modelo. A versão Highline, mais completa, poderá vir equipada com painel de instrumentos totalmente digital, o Active Info Display, que altera a configuração dos elementos e exibe o mapa de navegação.

A traseira robusta tem um painel que faz a conexão entre as lanternas - Volkswagen/Divulgação A traseira robusta tem um painel que faz a conexão entre as lanternas

O modelo conta ainda com sistema multimídia com tela tátil de oito polegadas, semelhante a um tablet, que será vendido como opcional. São quatro entradas USB, sendo duas para os passageiros do banco de trás, que também são beneficiados por saídas de ar-condicionado. Um detalhe interessante do interior do T-Cross é a iluminação ambiente em LED, que pode ser vista na região dos pés, no centro do console, no painel e nas maçanetas. Outro opcional para o modelo é o sistema de som Beats, com sete alto-falantes, sub woofer no porta-malas) e 300W RMS de potência. Aém disso, o T-Cross disponibiliza o seletor do perfil de condução, que traz os modos normal, ecológico, esportivo e individual.
O painel tem desenho moderno, horizontalizado, com sistema multimídia que lembra um tablet - Volkswagen/Divulgação O painel tem desenho moderno, horizontalizado, com sistema multimídia que lembra um tablet

MECÂNICA No Brasil o T-Cross terá duas opções de motores TSI, dotados de injeção direta de combustível e turbocompressor. O motor 200 TSI Total Flex (1.0 litro) tem potências de 128cv a 5.500rpm com etanol e 116cv com gasolina, na mesma rotação. O torque máximo é de 20,4kgfm com gasolina ou etanol, sempre entre 2.000rpm e 3.500rpm. As versões 1.0 TSI podem ser equipadas com câmbio manual ou automático Tiptronic, com as aletas no volante, ambas de seis marchas. O outro motor é o 250 TSI Total Flex (1.4 litro), que gera 150cv e 25,5kgfm de torque, com gasolina ou etanol. Ele só pode ser combinado com o câmbio automático de seis marchas.

O teto solar panorâmico é um dos opcionais do novo SUV compacto - Volkswagen/Divulgação O teto solar panorâmico é um dos opcionais do novo SUV compacto

A suspensão dianteira é independente tipo McPherson e a traseira é interdependente, com eixo de torção. As rodas podem ser de aro 16 ou 17 polegadas, com pneus verdes (de baixa resistência ao rolamento) nas medidas 205/60 R16 e 205/55 R17. Além do controle de estabilidade (ESC) de série, o modelo conta com bloqueio eletrônico do diferencial.

O painel digital Active Info Display pode ter diferentes configurações, inclusive com o mapa para navegação - Volkswagen/Divulgação O painel digital Active Info Display pode ter diferentes configurações, inclusive com o mapa para navegação

A lista de equipamentos inclui ainda o sistema Park Assist 3.0, que permite o estacionamento autônomo em vagas paralelas e transversais, o controle de assistência de partida em rampa, sistema de monitoramento da pressão dos pneus, sistema de frenagem automática pós-colisão (aciona automaticamente os freios do veículo em caso de acidente) e o detector de fadiga” (detecta a perda de concentração do motorista e recomenda pausa para descanso). O VW T-Cross chegará ao mercado brasileiro no primeiro semestre de 2019 e vai encarar concorrentes como Ford EcoSport, Hyundai Creta, Chevrolet Tracker, Honda HR-V e outros.

O novo SUV é construído sobre a plataforma modular MQB, a mesma do Polo e Virtus - Volkswagen/Divulgação O novo SUV é construído sobre a plataforma modular MQB, a mesma do Polo e Virtus
 

Tags: utilitário-esportivo premiere world compacto suv t-cross volkswagen

Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
19 de novembro de 2018

Queremos sua ajuda para deixar a experiência no VRUM ainda melhor! Participe Participe