MOTOR

Atente-se para o aditivo do radiador

O líquido passa muitas vezes despercebido pelos motoristas, mas é essencial para o funcionamento do motor

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 06/08/2018 08:18



 
 
Aditivo é tido como protagonista na vida útil do motor e ajuda a economizar combustível - ÁLVARO FERRAZ VILARIM/ESP.DP Aditivo é tido como protagonista na vida útil do motor e ajuda a economizar combustível
 

Ele está lá, próximo aos itens de óleo, água de para-brisa, bateria, motor, entre outras peças de manutenção embaixo do capô. Mas nem sempre recebe a devida atenção e importância por parte dos motoristas. Estamos falando do líquido do radiador.
 
Esse fluido faz parte do sistema de arrefecimento do automóvel e é encarregado de manter estável a temperatura do motor. Como isso funciona? A válvula termostática se abre e assim permite a passagem do líquido para o radiador. Isso acontece quando o motor atinge a sua temperatura de trabalho (cerca de 90º Celsius). A bomba d’água é quem faz o líquido se movimentar pelo sistema. Em linhas gerais, o fluido é responsável por não deixar o veículo ferver.
 
E que fluido é esse? É um composto de 50% d’água desmineralizada e por outra metade de aditivo à base de etileno glicol. Além de manter o motor em condições ideais, aumenta a sua vida útil, ajudando a economizar inclusive combustível, bem como pode evitar a combustão dos cabeçotes e a explosão de mangueiras.
 
O professor Bartolomeu Gomes, por exemplo não teve a sorte com o funcionamento do item. Ele voltava do sertão pernambucano para o Recife, quando viu a temperatura do motor subir rapidamente. O resultado? Cinco paradas no meio da estrada até conseguir chegar em seu apartamento no bairro da Boa Vista, no Recife. No dia seguinte, na oficina, precisou trocar todo o fluido e uma mangueira do sistema de arrefecimento. “O mecânico disse que o sistema de ar quente foi obstruído”, diz o professor que precisou desembolsar cerca de R$ 180 para ter o carro consertado.
 
Para evitar esquentar a cabeça durante uma viagem, cheque, portanto, o nível do aditivo de arrefecimento no vaso de expansão ao menos uma vez a cada 15 dias. O líquido deve ser substituído em média a cada dois anos e meio (o fabricante determina no manual quando deverá ser feita a troca) e custa cerca de R$ 45. Agora, atenção: nunca faça a troca com o carro ligado ou assim que o motor parou de funcionar. Você poderá se machucar. Vale ressaltar que colocar água da torneira, ao invés do aditivo, poderá danificar o automóvel. Recomenda-se usar apenas água num caso de emergência para se conseguir chegar a uma oficina mecânica. Fique atento também às mangueiras. Observe se estão ressecadas. Caso estejam, faça a troca. Elas valem em média R$ 60 nas oficinas.
 
Atente, portanto, não só à checagem de óleo, água, calibragem de pneus e outros itens de segurança. Lembre-se também do aditivo do radiador. Com o sistema de arrefecimento danificado o prejuízo pode ser grande e caro. Para se ter uma ideia, você poderá desembolsar até cerca de R$ 2.130 para reparar o erro.
 

Tags: alta roda fernando calmon dedos cruzados vrum

Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
16 de outubro de 2018
15 de outubro de 2018