Salão de São Paulo

Os carros de um milhão do Salão

Conheça as supermáquinas que são sinônimos de luxo e potência e estão sendo exibidas no salão de São Paulo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 19/11/2018 09:00 / atualizado em 19/11/2018 10:25


Salão do Automóvel tem que ter luxo. Certo? Em São Paulo não é diferente. As montadoras premium estão ostentando as super supermáquinas para exibir a nata do setor automotivo. Olhando pela perspectiva do conhecimento, é uma boa chance, para quem visita à bienal, de encarar de perto e entender todos os detalhes de carros que só em sonho podem estacionar na garagem de cada um. Quem nunca quis entrar numa Ferrari? Ou sentar no carro da rainha da Inglaterra? Ver de perto o motor de um dos veículos mais rápidos do mundo? É o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo dando a oportunidade do brasileiro aficcionado pelo setor conhecer a nata desse universo

Via Italia / Divulgação
Excelência britânica 

A Rolls Royce ostenta o Cullinan na bienal de São Paulo. Trata-se do seu primeiro utilitário, claro, de luxo. O carro é o mais caro da mostra, já que carrega o valor de comercialização na casa dos R$ 4,4 milhões. O motor do Automóvel fica a cargo de um 6.75 V12 biturbo, da própria Rolls-Royce, que desenvolve até 570 cavalos de potência, com tração nas quatro rodas. A velocidade máxima é de 250 km/h. A marca britânica é conhecida pelo alto padrão e pela fabricação de automóveis de custo elevado e geralmente destinados a membros da realeza e chefes de Estado em todo o mundo.

Via Italia / Divulgação
SUV de dois milhões

A Lamborghini ostenta com o Urus, que é o seu único utilitário. Conhecida por não ter problemas com falta de potência, a marca colocou debaixo do capô do modelo um “singelo” motor biturbo V8 de 4.0 litros capaz de desenvolver até 650 cv a 6.000 rpm. Esse conjunto permite que o SUV saia da inércia e alcance os 100 km/h em apenas 3,6 segundos e tenha uma velocidade máxima que chega aos 305 km/h. São 650 cavalos e 86,7 kgfm. O câmbio é automático de oito marchas. No entanto, o valor de comercialização do automóvel é proporcional aos grandiosos números de potência. Ele é vendido por R$ 2,4 milhões.
O esportivo, que mede singelos 5,11 metros de comprimento e 3 metros de entre-eixos, é a principal aposta da marca para alavancar as vendas no mundo.

Via Italia / Divulgação
Italiano “singelo”

A Maserati exibe o Levante Trofeo. Mas não se iluda. Ele é econômico quando comparado com os já citados. É que o seu valor de comercialização fica na casa dos R$ 1,7 milhões. A versão esportiva do SUV italiano tem motor V8 de 3.8 que entrega 590 cavalos. O carro pode ir de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos e até 200 km/h em 12,8 segundos.

Jorge Moraes / DP
Se piscar perde 

A Ferrari a 488 Pista, que tem um motor de 720 cavalos. O automóvel alcança uma velocidade máxima de 340 km/h e vai de zero a 100 km/h em singelos três segundos. O carro foi lançado durante o salão e custa R$ 3,5 milhões. Com tecnologias derivadas dos modelos de pista 488 GTE e 488 Challenge, o esportivo possui motor V8 3.9.
 
Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
18 de dezembro de 2018