Publicidade

Estado de Minas SALÃO DE BUENOS AIRES

Salão de Buenos Aires será ralizado pelos importadores

Depois da decisão da Adefa de cancelar o evento, grupo de importadores pretende assumir o projeto


postado em 20/12/2018 17:51

Volkswagen Passat no Salão de Buenos Aires de 2015. Foto: Jorge Moraes / DP
Volkswagen Passat no Salão de Buenos Aires de 2015. Foto: Jorge Moraes / DP
O Salão de Buenos Aires de 2019 havia sido cancelado pela associação que reúne as fabricantes com produção local, a Adefa. Mas, um grupo de importadores da Argentina pode tomar à frente e ficar responsável pelo evento.

A Cidoa (Câmara de Importadores e Distribuidores Oficiais de Automotores) anunciou, esta semana, que irá realizar uma edição própria do Salão em agosto do próximo ano. O evento será no Centro de Exposições de Recoleta, em Buenos Aires.

Os importadores apostam na importância que o evento tem para o país, apesar da crise que acomete a Argentina. O nome responsável pelo projeto é Hugo Belcastro, importador oficial de Alfa Romeo, Isuzu, Baic e Foton. Serafín Álvares Tato (Chery, DFSK e JAC) e Ernesto Cavicchioli (Hyundai) e Federico Mayora Viñoly (Geely) também estão no projeto.
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade