Publicidade

Estado de Minas MERCADO

Mercedes-Benz Classe A é xeque mate

Mercedes-Benz lançou a renovação do hatch premium esbanjando tecnologia e conforto


postado em 23/01/2019 18:42

(foto: Mercedes-Benz / Divulgação)
(foto: Mercedes-Benz / Divulgação)
 

 

Muito se fala em conectividade e interação com o carro, e isso vai muito além de espelhamento com o celular. O Mercedes-Benz Classe A traz o inovador sistema MBUX, que permite ao motorista controlar diversas funções do carro por comando de voz. O hatch premium foi renovado e chegou com visual mais jovem e esportivo ao último Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro do ano passado. O automóvel começou a ser pré-vendido na configuração Launch Edition, limitada a 100 unidades, por R$ 199.900. Chega, agora às concessionárias a versão A 250 Vision, com linhas mais limpas. A grade do modelo passa a ter um único friso e é possível notar a assinatura AMG, a dianteira ficou mais inclinada e é chamada pela marca de Shark Face, ou “cara de tubarão”. O carro conta também com faróis em LED. há equipamentos como teto solar panorâmico e faróis full led. O pacote Night acrescenta frisos das janelas e retrovisores na cor preta brilhante. As rodas de 18 polegadas são calçadas com pneus run flat.

 

(foto: Mercedes-Benz / Divulgação)
(foto: Mercedes-Benz / Divulgação)
 

 

Com preço sugerido de R$ 194.900, o novo Classe A 250 Vision é equipado com motor 4 cilindros turbo com dois litros e 224 cv .A transmissão é de dupla embreagem 7G-DCT de sete velocidades. O motor M 260 tem dois litros de cilindrada. Novos equipamentos incluem o comando CAMTRONIC para o eixo das válvulas de admissão. A Mercedes promoveu uma verdadeira revolução tecnológica dentro do seu hatch compacto de entrada.

“Oi, Mercedes”, “E aí, Mercedes?”,
O MBUX  é sem dúvida  um dos maiores destaques do Classe A. O sistema Mercedes-Benz User Experience, faz sua estreia no modelo e já chega traduzido ao português brasileiro. Os comandos por voz são utilizados para controlar uma série de funções do veículo.

O motorista pode solicitar uma mudança na estação de rádio,  abertura do teto solar ou um ajuste a temperatura da cabine apenas dando os comandos em voz alta. Sim, funciona. Durante nosso test drive o modelo respondeu a todos os comandos. A interação com o modelo é pratica e divertida, sem contar a segurança de fazer mudanças sem tirar o olhar da estrada nem para alterar a estação de rádio, por exemplo.  Pela primeira vez foi totalmente eliminada a presença de uma cobertura acima do cockpit. Em consequência, o corpo principal do painel em formato de asa se estende de uma porta dianteira à outra sem nenhuma descontinuidade visual. As saídas de ar da ventilação com visual de turbina são outro destaque.

 

(foto: Mercedes-Benz / Divulgação)
(foto: Mercedes-Benz / Divulgação)
 

 

O painel é dividido em duas seções tridimensionais horizontais: a inferior é separada do corpo principal do painel e parece flutuar em frente a ele. O display completamente independente é oferecido com duas telas de 10,25 polegadas (17,78 cm). A capacidade do compartimento de bagagem atrás dos bancos traseiros é 370 litros – 29 litros mais do que no modelo anterior. Graças às lanternas traseiras divididas em duas partes, a abertura de carga é 20 cm mais larga do que antes e o assoalho do porta-malas, 11,5 cm mais longo.

A rejuvenescida fez muito bem ao modelo, que foca em um público mais jovem. O conjunto agrada pela dirigibilidade,  tecnologia inovadora, e também pelo charme e requinte da marca da estrela.

Ficha técnica:
A 250 Vision
Motor: 2.0 turbo de 224 cv a 5.800 rpm
Torque: (Nm/rpm) 350 / 1.800
Câmbio: 7G DCT
Aceleração 0-100 km/h (s): 6,2
Velocidade máxima (km/h): 250*
Peso (kg): 1.445
Pneus: 225 / 45 R18
Capacidade do porta malas (l): 370
Tanque de combustível / Reserva (l): 43 / 5
Dimensões (mm)
Comprimento: 4.419
Largura: 1.992
Altura: 1.440

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade