Publicidade

Estado de Minas SERVIÇO

Com o calor, cuidados com o veículo devem ser tomados

Atitudes preventivas podem ajudar a amenizar os efeitos da alta temperatura que atinge a cidade, ao dirigir ou pilotar, e evitar danos materiais, assim como preservar à saúde dos ocupantes do veículo


postado em 29/03/2019 10:58 / atualizado em 01/04/2019 08:34

Nos últimos dias, o Recife, e Região Metropolitana,  vem sofrendo com altas temperaturas e sensação térmica escaldante. Com isso, atitudes preventivas e cuidados são imprescindíveis na hora de conduzir o carro ou a motocicleta. Aliar a saúde e bem-estar a boas maneiras de condução será um fator decisivo para conviver. em segurança, com as fortes ondas de calor.

 

(foto: Bruno Vasconcelos / DP)
(foto: Bruno Vasconcelos / DP)
 

 

A princípio, dê atenção às principais refeições do dia, tendo em vista que o funcionamento do corpo humano varia com a temperatura e, com o calor, os vasos sanguíneos sofrem com dilatação, causando uma baixa na pressão arterial. Com isso, a má alimentação, associada ao calor, podem provocar sensação de desmaio, assim como também a perda dos sentidos. Se os sintomas acometerem um condutor de motocicleta ou carro no trânsito, pode provocar um grave acidente, tendo risco de morte iminente. 
Além dos cuidados com a alimentação, o condutor deve ficar atento não só ao nível de água do veículo, mas também com a hidratação do seu corpo. Para ajudar a manter-se hidratado, é interessante inserir na alimentação frutas ricas em líquidos, como a melancia, abacaxi e melão, além de, é claro, a água. Essa dica é essencial para quem passa horas no trânsito ou tem o veículo como instrumento de trabalho. Leve à sério a frase: sombra e água fresca. 

Por falar em água, ao transportar o líquido no veículo, mantenha a atenção ao tipo de garrafa utilizada. Recipientes para transportar água que não são testados ou reprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) podem passar para a água pigmentação, “ sabor de plástico”, metais pesados e outras substâncias que podem provocar desconfortos estomacais. Outro fator para o condutor não deixar uma garrafa d’água dentro de um carro fechado é o risco de incêndio que o recipiente pode gerar. Uma simples garrafa plástica cheia com água pode causar um ponto de fogo dentro do veículo. O fenômeno é originado através do contato do sol com o recipiente cheio de água. Para ter noção de como funciona esse processo, a reação é parecida com a de uma lupa, direcionando um foco de calor para alguma parte específica do carro, provocando um incêndio.

 

(foto: Paulo Paiva / DP)
(foto: Paulo Paiva / DP)

Se o seu transporte é a motocicleta, procure sempre realizar paradas em no trajeto para tomar água e manter a hidratação. No quesito vestimenta, procure utilizar peças leves, com proteção UV, juntamente com os equipamentos de segurança, como: luvas, sapatos fechados, joelheira e cotoveleira. Procure passar dicas para o garupa que o acompanhará pois, em dias de altas temperaturas, seu corpo sofrerá com queimaduras solar mais rapidamente. 

Após os cuidados consigo e com os passageiros, para manter uma viagem tranquila no verão outras medidas devem ser tomadas para trazer um maior conforto para ocupantes do veículo. Primeiro, procure sempre estacionar a moto ou o carro em um local com sombra para evitar que o assento fique quente e o veículo fique abafado. Caso não consiga, coloque um protetor laminado no para-brisa do veículo para diminuir o impacto do calor na parte interna do carro. Quando for entrar no automóvel, antes de ligar o ar-condicionado,  abaixe os vidros e comece a trafegar para diminuir a temperatura interna e tirar aquele ar quente.

Para os mais despojados, é possível dirigir sem camisa pois, de acordo com o Código de trânsito Brasileiro, não há penalidades ou infrações de trânsito  para quem utiliza roupas de banho ou vestimenta mais despojada para dirigir. No quesito vestimenta, a atenção deve ser voltada para o calçado, que deve ser preso ao calcanhar, não sendo permitido pelo CTB chinelos, saltos ou qualquer calçado que não seja preso ao calcanhar. 

O artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro é o responsável por estabelecer o que é permitido ao manejar o veículo, confira:

Art. 252. (É proibido) Dirigir o veículo: 

I – com o braço do lado de fora; 

II – transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas; 

III – com incapacidade física ou mental temporária que comprometa a segurança do trânsito; IV – usando calçado que não se firme nos pés ou que comprometa a utilização dos pedais; 

V – com apenas uma das mãos, exceto quando deva fazer sinais regulamentares de braço, mudar a marcha do veículo, ou acionar equipamentos e acessórios do veículo; 

VI – utilizando-se de fones nos ouvidos conectados a aparelhagem sonora ou de telefone celular; 

Infração – média; 

Penalidade – multa.

Procurado pela reportagem, um agente de trânsito, da Região Metropolitana do Recife, destacou o perigo em dirigir ou pilotar com calçado inapropriado e como funciona a fiscalização. “A questão principal é a segurança porque um calçado que não se firme nos pés ele pode enganchar nos pedais e a pessoa perder o controle do veículo. Tanto no carro quanto na moto. Para autuar, o agente tem que visualizar o condutor calçado enquanto ele estiver dentro do veículo. Se eles descer calçado ele pode ter colocado o chinelo pra não pisar no chão descalço. Por isso, autuação só cabe quando visualizada”, ressaltou o agente. 

Então, caso esteja com calor e não queira utilizar um calçado fechado para dirigir, é permitido dirigir descalço, não havendo infração de trânsito para quem trafega com o carro sem o calçado. Já para quem não possui um ar-condicionado no veículo, há alternativas para amenizar o calor intenso. A primeira delas é colocar um ventilador de carro para fazer o ar circular dentro do veículo, deixando o ambiente menos quente. Outra medida para diminuir a sensação térmica é utilizar uma toalha úmida no painel do veículo. Para os veículos equipados com ar-condicionado, o ideal é sempre estar com a manutenção do item em dias para que funcione com eficácia nos dias de calor. 

 
Confira o vídeo a seguir: 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade