Publicidade

Estado de Minas MERCADO

FCA anuncia produção de novos motores turbo

O investimento de R$ 500 milhões será destinado para fábrica em Minas Gerais e faz plano maior que vai até 2024 com previsão de 25 lançamentos no mercado


postado em 27/05/2019 14:43

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
 
A FCA prepara um investimento generoso de R$ 500 milhões em uma nova fábrica, responsável pela produção de motores inéditos, que estará localizada no complexo do grupo em Betim (MG), dando início as atividades a partir do próximo ano. Os novos propulsores serão dotados de tecnologia turbo flex em versões 1.0 e 1.3. Para entender como os motores funcionam, em relação aos propulsores convencionais, eles são mais eficientes e de 7% a 8% mais econômicos.

O investimento está inserido no plano de R$ 16 bilhões previstos pelo grupo entre 2018 e 2024. Quando anunciou o plano, no ano passado, o presidente da FCA para a América Latina, Antonio Filosa, informou que seriam R$ 14 bilhões até 2023, mas houve mudanças.

A nova linha de produção está planejada para ser vizinha ao prédio em que já funciona a fábrica de propulsores aspirados. Os investimentos da FCA irão gerar em torno de 1,2 mil empregos diretos, divididos entre a montadora e fornecedores específicos de componentes. A linha terá alto grau de automação e vai operar com máquinas dotadas de inteligência artificial.

O anúncio do projeto foi feito na fábrica de Betim pelo presidente mundial da FCA, Mike Manley, em sua primeira visita após assumir o cargo no ano passado, depois da morte do então presidente Sergio Marchionne.

De acordo com Mike Manley, a montadora possui um plano estratégico que tem como objetivo realizar grandes lançamentos para o mundo das quatro rodas. “Esse investimento faz parte de um plano maior que vai até 2024 e prevê 25 lançamentos [de veículos]”, afirma o presidente Manley. Entre os 25 veículos planejados para serem lançados em até cinco anos, estão previstos três SUVs da Fiat que marcarão a entrada da marca no segmento que mais cresce no Brasil.

Além dos R$ 500 milhões extras, o período de aplicação foi ampliado em um ano e inclui alterações cambiais. Dos R$ 16 bilhões, R$ 7,5 bilhões estão sendo gastos na fábrica de Goiana (PE), onde são produzidos os modelos da Jeep (os SUVs Renegade e Compass) e a picape Fiat Toro.

Segundo Manley, boa parte dos novos motores será exportada para a Europa. Hoje, a FCA produz esse tipo de propulsor apenas na China e na Polônia. A capacidade da linha brasileira, inicialmente, será de 100 mil unidades ao ano.

SUV DA FIAT
Foto: Jorge Moraes/ DP
Foto: Jorge Moraes/ DP
 
A Fiat trouxe no último Salão do Automóvel de Paulo uma combinação que pode cair no gosto dos brasileiros, o Fastback. O carro conceito é um Crossover inspirado na picape Toro e será o pontapé inicial para a um futuro modelo em 2020, com produção em Goiana. Com os investimentos a todo vapor, a expectativa é que o Fastback seja fabricado em versão SUV utilizando os novos investimentos da montadora. O carro conceito Fastback da Fiat tem jeito de cupê com caída suave, além de linhas marcantes e alongadas, dando um ar de elegância ao conceito da marca italiana. Com a previsão do presidente mundial da FCA, de produzir 25 veículos com o investimento, o futuro da Fiat no mundo dos SUV está cada vez mais próximo da realidade.
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade