Publicidade

Estado de Minas FORA DO MERCADO

Picape Alaskan tá fora dos planos da Renault do Brasil


postado em 24/07/2019 14:49 / atualizado em 24/07/2019 16:40

Picape está descartada no país e SUVs devem demorar a chegar. Foto: Renault / Divulgação
Picape está descartada no país e SUVs devem demorar a chegar. Foto: Renault / Divulgação

 

São Paulo - A Renault descarta novos SUVs, pelo menos por enquanto, e diz não a picape Alaskan. A empresa francesa continua com seu foco de crescimento dentro do segmento B onde está o Captur, Duster e Oroch. A onda aventureira urbana também será reforçada com a chegada do Sandero Stepway.

Quando questionado sobre o ingresso da marca no segmento C, de SUV, liderado pelo Compass, Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil, disse que a montadora tem
globalmente muitos veículos na sua gama global e por enquanto, no Brasil, o mercado C e D é pequeno. O lado B, onde está a dupla Duster e Captur, o fabricante se vê bem assistido. “Para produzir no Brasil tem que ter volume que justifique o projeto”. E a taxa cambial continua sendo outra barreira, a melhor desculpa.

A picape Alaskan, pelo menos, por enquanto, está descartada para o mercado brasileiro. O alto grau de competitividade é a principal barreira para a Renault que não deverá pular o muro e trazer seu utilitário.

Por aqui o mercado brasileiro cresce para cima dos SUVs e não para por aí. A Renault está avaliando as tendências e o presidente não afirma ainda se a montadora está no jogo.

O Duster tá chegando no ano que vem. E fontes confirmam com alterações de acabamento em relação ao modelo vendido na Europa. Quanto ao compacto KZe, lançado na China, ele começa a ser vendido por lá agora neste segundo semestre. O carro foi feito pelo estúdio de design da Renault em São Paulo. Mas Gondo reforça que no mercado brasileiro não funcionaria agora “porque precisamos fazer mais testes. Hoje não está previsto”.

 

*Editor viajou a convite da Renault

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade