Publicidade

Estado de Minas DUAS RODAS

Triumph apresenta a nova Rocket 3

Modelo retorna com motor tricilíndrico nas versões GT e R e com muito torque


postado em 06/08/2019 11:26

Preços sugeridos da nova Rocket 3 só serão divulgados em 19 de novembro. Foto: Triumph / Divulgação
Preços sugeridos da nova Rocket 3 só serão divulgados em 19 de novembro. Foto: Triumph / Divulgação
 
Primeiro foi a vez da Triumph apresentar a exclusiva Rocket 3 TFC, em edição limitada, há alguns meses. Agora, a marca mostra que está mesmo apostando na volta da gama da muscle-cruise e traz, ainda este ano, a Rocket 3 em duas versões, Gran Turismo e Roadster.

No quesito design, a novidade mantém o estilo inconfundível que precede a motocicleta com o duplo farol de LED. A lateral, onde fica o motor de três cilindros, recebe um novo visual graças às rodas de alumínio forjado e ao acabamento no cardã e no guidão com cabos escondidos, o que deixa a dianteira mais clean e com mais harmonia.

A Triumph apostou nos detalhes, como é o caso do tanque esculpido em alumínio, assim como a tampa da caixa de ar, tampa do óleo, aletas do cárter e a tampa do cabeçote, além dos protetores de calcanhar dos pés do passageiro.

Cuidados com a aparência da nova Rocket 3 não foram deixados de lado, o modelo ganhou detalhes exclusivos no banco que pode ir de uma peça única a duplo com uma peça adicional em poucos segundos. As duas versões apresentadas ficaram 40 kg mais leves e agora pesam 291 kg. Isso se deve a mudanças na estrutura da motocicleta que deixou o aço e agora utiliza alumínio no motor como componente estrutural.

O braço único com amortecedor deslocado é exclusivo e se integra à transmissão e pode contar com monoamortecedor da Showa com reservatório externo para ajustes e curso de até 120 mm.

Instrumentação é integrada em uma tela colorida de TFT, mesma da Scrambler 1200. Foto: Triumph / Divulgação
Instrumentação é integrada em uma tela colorida de TFT, mesma da Scrambler 1200. Foto: Triumph / Divulgação
 
Com relação ao propulsor, o maior já produzido em massa no mercado, o tricilíndrico em linha é refrigerado a água e conta com 2.458 cc a 6.000 rpm, capaz de entregar 165 cv com um torque de 22,5 kgfm a 4.000 rpm. Isso significa que este motor é mais potente do que aquele que equipa o Polo TSI, por exemplo, que entrega 128 cv e 20,4 cv. A transmissão via eixo cardã possui câmbio de seis marchas com um quickshift opcional e embreagem hidráulica assistida.

Para dar conta da produção do motor, a Triumph equipou a motor com um escape 3x1. As duas saídas ficam no lado esquerdo da novidade.

No quesito segurança, o conjunto de freios é composto por uma dupla de discos de 320 mm com pinças Brembo M4.30 Stylema em roda de 17" na dianteira e disco de 300 mm com pinça monobloco de quatro pistões em roda 16" na traseira. Os pneus são Avon Cobra Chrome, feitos exclusivamente para a Rocket 3, com 240 mm de largura na traseira.

Para a tecnologia, as duas versões da Rocket 3 ganharam o acelerador Ride by Wire e quatro modos de condução (Road, Rain, Sport e o personalizável Rider), além de uma série de auxiliares da plataforma IMU como freios ABS com função de curva, controle de tração com função curva, passando pelo assistente de partida em rampas e piloto automático, além dos opcionais Triumph Shift Assist e monitor de pressão dos pneus.
 
Antiga estrutura em aço evoluiu para uma nova em alumínio que usa o motor como componente estrutural. Foto: Triumph / Divulgação
Antiga estrutura em aço evoluiu para uma nova em alumínio que usa o motor como componente estrutural. Foto: Triumph / Divulgação
 
 
Através da tela TFT é possível acompanhar a instrumentação da motocicleta, mesmo equipamento que equipa a Scrambler 1200, com inclinação regulável e conectividade Bluetooth para smartphones e controle de GoPro.

Mas, apesar das inúmeras semelhanças, as duas versões se diferem em relação ao perfil de escolha. A GT é mais voltada para o turismo, com banco a 750mm de altura do solo, e três regulagens de posição dos pedais, enquanto a R tem 773 mm de altura e uma posição mais esportiva. 

Disponível nas cores vermelho e preto na versão R e prateado, cinza e preto na opção GT, os preços da motocicleta só serão informados no dia 19 de novembro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade