'Primos' da FCA: campeões de vendas, Fiat Toro e Jeep Compass têm novas versões

Testamos a picape e o utilitário-esportivo equipados com o mesmo conjunto mecânico, que inclui motor 2.0 a diesel, câmbio automático de nove marchas e tração 4x4. Confira!

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 11/09/2017 11:00 Enio Greco e Pedro Cerqueira
Jair Amaral/EM/D.A Press

Nossa avaliação de hoje reúne dois campeões de vendas, que têm certo grau de parentesco. Talvez a picape Fiat Toro e o Jeep Compass possam ser classificados como primos, já que pertencem a marcas do grupo FCA (Fiat Chrysler Automobile). Também vale lembrar que ambos saem da mesma fábrica, a planta de Goiana, em Pernambuco.

Para ter ideia de como a Toro foi bem recebida pelo mercado, ela vende mais que as picapes campeãs de todos os segmentos: a Fiat Strada (compacta), Renault Oroch (intermediária) e Hilux (média). Já o Compass, de porte médio, está muito colado no mais vendido dos SUV compactos, o Honda HR-V.

A razão pela qual juntamos uma picape e um SUV foi o fato dos dois, nestas versões, trazerem o mesmo conjunto mecânico, ou seja, o motor 2.0 a diesel, câmbio automático de nove marchas e tração 4x4 sob demanda com reduzida. Mas o que cada um desses modelos traz de novo?

Jair Amaral/EM/D.A Press

TORO No caso da Fiat Toro, a versão Freedom ganha a opção de câmbio automático, antes só oferecido na versão Volcano. Na prática, agora é possível ter o mesmo conjunto mecânico da versão de topo, que custa R$ 131.940, por um preço mais baixo: R$ 118.740. A questão principal é, com esta "singela" diferença de R$ 13.200, vale a pena abrir mão de alguns itens ao optar pela versão mais simples?

Na verdade, a lista de equipamentos de série da versão Freedom AT9 é relativamente simples para um veículo que beira os R$ 120 mil. Os ítens que se destacam são controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, piloto automático, ar-condicionado, porta escadas, volante com regulagem de altura e profundidade, retrovisores com ajustes e rebatimento elétricos e função tilt down, lanterna de neblina, central multimídia sem navegação GPS e rodas de aço de 16 polegadas.

Jair Amaral/EM/D.A Press

As belas rodas de 17 polegadas que ornamentam a unidade da foto fazem parte de um pacote (Pleasure Plus), que custa R$ 9.123, e ainda acrescenta faróis de neblina, kit externo, ar-condicionado de dupla zona, sistema multimídia com tela de cinco polegadas e navegação GPS, seis alto-falantes, sensores de chuva e crepuscular, barras longitudinais no teto, retrovisor eletrocrômico, tapetes acarpetados e apoios de braço dianteiro e traseiro. Ainda elevam o preço da unidade testada a capota marítima (R$ 1.173) e pintura metálica (R$ 1.732).

VALE? Se levar em conta que o câmbio automático acrescenta R$ 5 mil em relação a Toro Freedom 4x4 equipada com câmbio manual, a novidade vale a pena, principalmente devido ao bom conjunto mecânico. Mas vale ressaltar a pouca oferta de itens de série. Agora, se for para equipar a picape, talvez seja melhor optar pela versão de topo Volcano.

Jair Amaral/EM/D.A Press

RODANDO Com 170cv de potência e 35,7kgfm de torque, a Toro é o tipo de veículo que convida o motorista a pisar fundo. A suspensão traseira tipo multilink te dá confiança nas curvas, além de ser gentil sobre piso irregular. A tração integral sob demanda é outro trunfo que mantém a picape "nos trilhos" em uma tocada mais dinâmica. A tração nas quatro rodas, com direito a reduzida, também são atributos que não te deixam mal no fora de estrada. O controle de descida não deixa o veículo escorregar sobre piso solto, reduzindo a velocidade, mas sem deixar o veículo parar por completo.

O câmbio automático de nove marchas também se destaca. Ao partir com a Toro em relevo plano ou até em aclives suaves, se o veículo não estiver carregado, ele arranca suavemente de segunda marcha. Já em alta velocidade as rotações permanecem baixas, contribuindo para reduzir o consumo de combustível. Sua gestão é eficiente, não demorando para escolher a marcha certa para cada situação. A picape só fica devendo em uma situação. Ao tirar seus 1.800kg da imobilidade, inicialmente falta força para aquela arrancada vigorosa (mesmo usando a primeira marcha), mesmo com todo o torque disponível já aos 1.750rpm. Outro vício da Toro é a falta de jeito para manobrar em lugares pequenos, sendo necessário ir e voltar várias vezes. (PC)


Jair Amaral/EM/D.A Press

Nasceu para ser top

O Jeep Compass vai bem no mercado e o grupo FCA não tem do que reclamar. Mas, mesmo assim, a marca resolveu criar uma versão intermediária, a Limited, entre a Longitude e a Trailhawk, todas equipadas com o mesmo conjunto mecânico, composto pelo motor 2.0 a diesel, câmbio AT9 e tração 4x4, exatamente o mesmo da picape Toro Freedom. Mais sofisticada, a nova versão chega para ser outra opção topo de linha, com preço discretamente mais baixo.

A versão Longitude a diesel AT9 4x4 tem preço sugerido de R$ 141.290. Já a Limited com o mesmo conjunto mecânico é vendida por R$ 157.990, e a Trailhawk, mais voltada para o fora de estrada, por R$ 158.990. O Jeep Compass é um utilitário-esportivo médio honesto na proposta, com visual moderno, boa altura em relação ao solo e bons ângulos de entrada e saída. A unidade testada, com pintura em duas cores e detalhes cromados, mostra que a versão chega para se diferenciar.

Jair Amaral/EM/D.A Press

DESEMPENHO
Essa versão Limited já era oferecida com o motor 2.0 flex, mas agora ganha em performance com o eficiente 2.0 turbodiesel de 170cv e 35,7kgfm de torque. O propulsor proporciona bom desempenho ao utilitário-esportivo, graças ao bom torque em baixas rotações, que garante arrancadas vigorosas. Com ruído de funcionamento aceitável, o motor casou perfeitamente com o câmbio automático de nove velocidades, que permite trocas de marchas manuais nas aletas atrás do volante. Basta acelerar que o motor enche rápido, com retomadas de velocidade seguras e trocas de marchas sem trancos, se adequando à maneira de conduzir do motorista.

Com dimensões razoáveis para um SUV médio, o Compass Limited tem boa dirigibilidade e apresentou um consumo de 8km/l em percurso misto (cidade/estrada), medido pelo computador de bordo. Apesar de ser um carro mais alto, conta com o providencial auxílio do controle de estabilidade, que garante curvas com segurança, com inclinação da carroceria aceitável. A direção foi bem calibrada para manobras e velocidades mais altas. Tem sistema tração integral 4WD, com 4x4 low, lock e reduzida, além de auxílio de descida em rampa, que mantém a velocidade e não deixa o carro escorregar. Um seletor no console permite o motorista escolher entre os modos de condução auto, snow (neve), sand (areia) e mud (lama), ideal para situações de fora de estrada mais leve.

Jair Amaral/EM/D.A Press

ESPAÇO Por dentro, o Jeep Compass Limited é um automóvel sofisticado, com acabamento interno feito com materiais de qualidade e bancos revestidos em couro, sendo o do motorista com ajustes elétricos em oito posições (opcional). O espaço interno é bom até mesmo para quem senta atrás, já que o túnel no assoalho é baixo e não rouba espaço para as pernas de quem senta no meio. O único incômodo ali é a saliência no encosto.

Destaque na versão Limited é a central multimídia Uconnect, com tela tátil de 8,4 polegadas, muito fácil de usar, que finalmente permite compatibilidade com os sistemas Android Auto e Apple Carplay. O sistema conta com câmera de ré, que tem imagem um pouco distorcida. O volante tem ajustes de altura e distância e ainda traz os comandos do controlador de velocidade, do sistema de áudio e do computador de bordo.

Jair Amaral/EM/D.A Press

TECNOLOGIA Opcionalmente, as versões Limited e Trailhawk podem ser equipadas com o pacote High Tech, composto por controle adaptativo de velocidade de cruzeiro (ACC), monitoramento de mudança de faixa (LDW), farol alto automático (AHB), aviso e prevenção de colisão frontal (FCWP) com frenagem automática, abertura elétrica do porta-malas, tomada auxiliar de 127V, ajuste elétrico do banco do motorista em oito posições e sistema de som premium Beats de 506W, por R$ 14.830. A versão estava equipada com rodas de liga leve aro 19 polegadas, com pneus 235/45, que também fazem parte do pacote High Tech, pouco apropriados para um veículo que se propõe a rodar no fora de estrada.

Mas o modelo traz de série faróis de xenônio, monitoramento de pontos cegos e sensores dianteiros, laterais e traseiros, que podem ser ajustados para dar só avisos visuais, visuais e sonoros ou até ser desligado. Quando o aviso sonoro está ligado chega a ser desconfortável, pois o sistema apita incansavelmente na cabeça de quem está no carro, já que detecta qualquer coisa que se aproximar, até meio-fio mais alto. O teto solar panorâmico também é opcional (R$ 7.560), assim como a tampa do porta-malas com abertura e fechamento elétricos. Aliás, o porta-malas do Compass, com seus 410 litros de capacidade, não é dos maiores, mas atende. (EG)


Jair Amaral/EM/D.A Press

FICHA TÉCNICA COMPASS LIMITED


MOTOR
Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, turbo, 16 válvulas, 1.956cm³ de cilindrada, a diesel, que desenvolve potência máxima de 170cv a 3.750rpm e torque máximo de 35,7kgfm a 1.750rpm

TRANSMISSÃO
Tração 4x4 com reduzida; e câmbio automático de nove marchas

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS
Dianteira McPherson com rodas independentes, braços oscilantes inferiores com geometria triangular e barra estabilizadora; e traseira McPherson com rodas independentes, links transversais/laterais e barra estabilizadora / 7 x18 polegadas (liga de alumínio) / 225/55 R18

DIREÇÃO
Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica

FREIOS
Discos ventilados na frente e discos sólidos na traseira, com ABS e EBD

CAPACIDADES
Peso, 1.700 quilos; porta-malas, 410 litros; tanque, 60 litros; capacidade de carga (passageiro e carga), 400 quilos.

DIMENSÕES
4,41m de comprimento, 1,82m de largura, 1,64m de altura, 2,63m de entre-eixos e 21,8cm de altura em relação ao solo

DESEMPENHO
Velocidade máxima, 194km/h; aceleração até 100 km/h, 10 segundos

ÂNGULOS
De entrada, 28,7 graus; de saída, 31,9 graus

CONSUMO
Cidade, 9,8km/l; Estrada, 11,4km/l


EQUIPAMENTOS DE SÉRIE COMPASS LIMITED
Freios ABS, acendimento automático dos faróis, airbag de cortina, airbag de joelhos para o motorista, airbags dianteiros, airbags laterais, ajuste do volante em altura e distância, alerta de limite de velocidade e manutenção programada, aletas para trocas de marcha no volante, apoia-braço com porta objetos, ar-condicionado automático dual zone, banco do motorista com regulagem de altura, bancos revestidos parcialmente em couro, câmera de estacionamento traseira, comandos do sistema de áudio e Bluetooth no volante, computador de bordo, controle de estabilidade (ESC), controle de estabilidade para trailler (quando com engate Mopar), controle de tração, controle eletrônico anti-capotamento, detector de pontos cegos, direção elétrica, retrovisores externos com rebatimento elétrico, faróis e Lanternas com assinatura em LED, faróis e lanterna traseira de neblina, faróis em xenônio, freio de estacionamento elétrico, Hill Descent Control, Hill start assist, Isofix, limitador de velocidade, luzes diurna (DRL), Panic break assist, piloto automático, rack do teto com acabamento cromado, retrovisores externos elétricos, rodas em liga aro 18 polegadas e pneus 225/55, rádio integrado ao painel com RDS e porta USB, seletor para quatro tipos de terreno (Selec-Terrain), sensor de chuva, sensor de estacionamento traseiro, sistema de monitoramento de pressão dos pneus, sistema de áudio com seis alto-falantes, USB e Bluetooth, sistema de áudio com tela touch de 8.4 polegadas, Apple Carplay, Android Auto e comando de voz, tomada 12V no porta-malas, travas elétricas nas portas e porta-malas, vidros elétricos nas quatro portas com one touch.


Jair Amaral/EM/D.A Press

FICHA TÉCNICA TORO

MOTOR

Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 16 válvulas, 1.956cm³ de cilindrada, diesel, turbo, que desenvolve potência máxima de 170cv a 3.750rpm e torque máximo de 35,7kgfm a 1.750rpm

TRANSMISSÃO

Tração integral sob demanda, com opção de tração 4x4 e 4x4 reduzida; e câmbio automático de nove velocidades

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS

Dianteira, independente, tipo MacPherson, com braços oscilante fixados ao subchassi e barra estabilizadora; e traseira independente, tipo multilink, com barra estabilizadora/ 6,5 x 17 polegadas (liga leve) / 225/65 R17

DIREÇÃO

Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica

FREIOS
A discos ventilados na frente e tambores na traseira, com ABS

CAPACIDADES
Peso, 1.800 quilos; tanque, 60 litros; capacidade de carga (passageiro e carga), 1.000kg

ÂNGULOS
De entrada, 24,2 graus; de saída, 29 graus; peso (kg), 1.788

DIMENSÕES
4,91m de comprimento, 1,84m de largura. 1,68m de altura, 2,99m de distância entre-eixos e 20cm de altura em relação ao solo

DESEMPENHO
Velocidade máxima, 188km/h; aceleração até 100km/h, 9,5 segundos;

CONSUMO
Cidade, 9,8km/l; Estrada, 11,4km/l


EQUIPAMENTOS DE SÉRIE TORO FREEDOM AT9
Controle de tração, alertas de limite de velocidade e manutenção programada, ar-condicionado, banco do motorista com regulagem de altura, câmbio automático de nove velocidades, chave canivete com telecomando para abertura e fechamento das portas, computador de bordo, direção elétrica, controle eletrônico de estabilidade, Follow me home, gancho universal para fixação cadeira criança (Isofix), ganchos para amarração de carga na caçamba, HSD (High Safety Drive) – airbag duplo (motorista e passageiro) e freios ABS com EBD, Hill Holder (sistema ativo freio com controle eletrônico que auxilia nas arrancadas do veículo em subida), Hill descent control, luz de iluminação da caçamba, kit ferramenta, lanterna traseira com LEDs, My Car Fiat (personaliza várias funções do carro), para-choque traseiro com soleira cromada, piloto automático com controlador de velocidade, porta-escadas, quadro de instrumentos 3,5 polegadas com relógio digital, calendário e indicador de temperatura externa multifuncional em TFT, personalizável, rádio Connect (RDS, entrada USB/AUX, viva-voz Bluetooth e função Audio Streaming), retrovisores externos com luzes indicadoras de direção integradas, retrovisores externos elétricos com memória (Tilt down/rebatimento /luz de conforto), revestimento de caçamba, rodas de aço estampado 6.5 x 16 polegadas (Super Spoke), sensor de estacionamento traseiro, Skide Plate integrado ao para-choque dianteiro, travas elétricas (travamento automático a 20km/h, indicador de portas abertas, luz interna com temporizador e tampa do combustível), vidros elétricos dianteiros e traseiros com one touch e antiesmagamento lado motorista, volante com comandos do fone, alavancas de seleção das marchas tipo borboleta, volante com regulagem de altura e distância e lanterna traseira de neblina.

Tags: diesel limited compass jeep automático at9 diesel freedom toro fiat vrum teste

Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
28 de dezembro de 2015
26 de dezembro de 2015
13 de dezembro de 2015
09 de dezembro de 2015
07 de dezembro de 2015