Publicidade

Estado de Minas FORD RANGER STORM 3.2 DIESEL AT6 4X4

Confira o teste da Ranger Storm, versão aventureira da picape da Ford

Combinando o pacote de equipamentos da versão intermediária XLS e o motor 3.2 a diesel das versões mais caras, nova opção da picape quer conquistar pela relação custo-benefício


''

(foto: Ford/Divulgação)
(foto: Ford/Divulgação)
A nova Ranger Storm foi apresentada ao público no distante ano de 2018, ainda como um veículo-conceito durante o Salão do Automóvel. Porém, a Ford esperou até que  a picape média passasse por sua segunda reestilização, no fim de 2019, para lançar a versão aventureira só no final de março, um pouco atrasada por causa de todos os desdobramentos gerados pela pandemia do coronavírus. Demorou um pouco, mas testamos a mais nova versão da picape.

A primeira coisa que chama a atenção é a grade exclusiva, que traz grafado o nome da versão. Assim como a grade do radiador, existem vários detalhes em preto – como as rodas de 17 polegadas, capas dos retrovisores, molduras dos para-lamas, santantônio, estribos e para-choque traseiro –, que deixam de lado os tradicionais cromado justamente para ganhar aspecto aventureiro. Outros detalhes deixam a picape com mais visual off-road, como o santantônio que se estende quase até o fim da caçamba, estribos mais radicais, pneus de uso misto e adesivos. Não é possível perceber sem entrar debaixo do veículo, mas a versão também traz protetores do cárter e do tanque de combustível.

(foto: Ford/Divulgação)
(foto: Ford/Divulgação)
Sob o capô, a Ranger Storm traz o motor 3.2 a diesel, com 200cv de potência e 47,9kgfm de torque, em conjunto com o câmbio automático de seis marchas. Grande parte dessa força já está disponível em baixas rotações, tornando a picape agradável de ser conduzida pela cidade, mas também em rodovias, com muito fôlego para ultrapassagens e retomadas de velocidade. O porém desse motor é o ruído, mas tem quem goste.

Para se dar bem no fora de estrada, há tração 4x4 e reduzida. Os pneus de uso misto tendem para o off-road, garantindo uma melhor tração nesta superfície, mas ao mesmo tempo sacrifica um pouco do conforto de rodagem e aumenta o ruído. Mais desconforto vem das suspensões, típico de toda picape média, projetadas para trabalhar com peso. A direção tem assistência elétrica, leve durante as manobras e firme em alta velocidade.

(foto: Ford/Divulgação)
(foto: Ford/Divulgação)
Como toda picape média com cabine dupla, não resta amplo espaço na caçamba – com 1,49 metro de comprimento por 1,56m de largura (com a “invasão” das caixas de roda) –, preço a pagar pela proposta de levar carga e passageiros. Na prática, essa configuração é usada como veículo de passeio, que racionalmente não compensa todo o aborrcimento gerado por circular com uma jamanta de 5,35 metros de comprimento e 2.230 quilos pelas ruas e estacionamentos apertados de uma capital. A tampa da caçamba pode ser trancada com chave e ainda tem o manuseio bastante leve. O compartimento conta com santantônio e ganchos para fixar a carga, mas a versão não traz protetor de caçamba e capota marítima de série. O estepe fica sob a caçamba, e, devido a seu valor, sempre está sujeito ao furto.

(foto: Ford/Divulgação)
(foto: Ford/Divulgação)
O interior é despojado, com bancos em tecido e tapetes emborrachados, o que combina com a proposta da picape. Porém, o acabamento faz uso exagerado de plástico, empobrecendo o visual interno de um veículo tão caro. Mesmo para o motorista, os ajustes do banco são manuais, incluindo lombar. O banco traseiro dá conforto para até dois ocupantes, já que o túnel do assoalho incomoda o passageiro do meio. A Ford também “economizou palito” ao oferecer vidro elétrico tipo um toque apenas para o motorista.

(foto: Ford/Divulgação)
(foto: Ford/Divulgação)
Para além do visual, a Ranger Storm tem pacote de equipamentos baseado na versão  XLS 2.2 Diesel 4x4 AT6. Seu principal atrativo é o preço, quase R$ 10 mil mais barato que a versão em que se baseia, mas com um motor bem mais potente. Quanto ao nível de equipamentos, ela não oferece mimos como partida do motor sem chave, sistemas autônomos e bancos com ajustes elétricos das versões de topo, mas ao menos traz ar-condiconado de dupla zona e um bom pacote de segurança.

Com proposta aventureira e posicionamento intermediário na gama de versões, a Ranger Storm tem apenas uma concorrente direta. Trata-se da Nissan Frontier Attack 2.3 Diesel AT7 4x4 (R$ 169.890). Apesar de ser um pouco mais cara, a picape da Nissan oferece menos equipamentos: apenas dois airbags, rodas de 16 polegadas e ar-condicionado analógico. Também faz falta na Frontier Attack o santantônio, sendo que ela traz apenas um rack de teto, bem menos usual. Para não falar que a concorrente não tem nada melhor, o assento traseiro conta com saída de ar-condicionado, o que é uma grande vantagem.


CONECTIVIDADE
(foto: Ford/Divulgação)
(foto: Ford/Divulgação)

A Ranger Storm está equipada com o sistema Sync 3, que funciona a partir de uma tela tátil de 8 polegadas. Porém esta versão não inclui navegação nativa por GPS. Para tapar esse buraco, é possível espelhar o smartphone (pelo Apple CarPlay ou Android Auto), o que permite o uso de aplicativos como o Waze. As mídias oferecidas são leitor de CD, rádio, Bluetooth (com streaming) e entradas USB. Também há função de telefonia. O volante traz um excesso de botões, mas as principais funções também podem ser acionadas por comando de voz. O Sync 3 traz um assistente de emergência que liga automaticamente para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) no caso de acionamento dos airbags ou corte do combustível (que acontece em colisões traseiras ou capotamento).


FICHA TÉCNICA

MOTOR (*)
Dianteiro, longitudinal, cinco cilindros em linha, 20 válvulas, 3.198cm³ de cilindrada, turbodiesel, que desenvolve potência máxima de 200cv a 3.000rpm e torque máximo de 47,9kgfm a 2.500rpm

TRANSMISSÃO (*)
Tração 4x4 com reduzida e câmbio automático de seis marchas, com opção de troca manual

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS (*)
Dianteira, independente com molas helicoidais e barra estabilizadora; e traseira do tipo eixo rígido, com feixe de molas longitudinais / 17 polegadas (liga leve) / 265/65 R17 de uso misto

DIREÇÃO (*)
Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica

FREIOS (*)
A discos ventilados na frente e tambores na traseira, com ABS nas quatro rodas e EBD

CAPACIDADES (*)
Do tanque, 80 litros; caçamba, 1.180 litros; e de carga útil (passageiros mais bagagem), 1.040 quilos

DIMENSÕES (*)
Comprimento, 4,35m; largura, 1,97m; altura, 1,82m; e distância entre-eixos, 3,22m; altura em relação ao solo, 23cm

ÂNGULOS (*)
De entrada, 28 graus; de saída, 27 graus

PESO (*)
2.230 quilos

CONSUMO (**)
Cidade: 8,4km/l
Estrada: 9,4km/l

(*) Dados dos fabricantes
(**) Dados do Inmetro
(g) gasolina (e) etanol


EQUIPAMENTOS

DE SÉRIE
Pacote visual Storm (grade dianteira personalizada, adesivos exclusivos, alargadores de para-lamas, capa dos retrovisores na cor preta, estribos, faróis e lanternas escurecidos, santantônio exclusivo); airbags frontais, laterais, de cortina e joelhos; alarme; assistente de partida em rampas; assistente em frenagem de emergência; barras de proteção laterais; controle adaptativo de carga; controle anticapotamento; controle em descidas; controle de oscilação de reboque; controle eletrônico de estabilidade e tração; farol de neblina;  freios ABS com EBD; Isofix; chave programável com funções de segurança; sistema Ford antifurto; retrovisores com ajustes elétricos; sensores de estacionamento traseiros; tampa traseira com assistente de abertura e fechamento; trava da tampa da caçamba com chave; trava elétrica das portas; ganchos para reboque; ganchos na caçamba; iluminação de caçamba; para-barros; protetor da caixa de transferência, cárter e tanque de combustível; ajuste de altura e lombar do banco do motorista; ajuste de altura do volante; aquecedor; ar-condicionado digital de dupla zona; console central com compartimento climatizado; console de teto com porta óculos; descansa braço integrado ao console central; desembaçador do vidro traseiro; para-sol do passageiro com espelho; tapetes de borracha; vidro elétrico tipo um toque para o motorista; piloto automático; câmera de ré; chave canivete com controle remoto; sistema multimídia Sync 3 com tela de 8 polegadas.

OPCIONAL
Pintura branco Ártico (R$ 800).


Quanto custa?
A Ford Ranger Storm 3.2 Diesel AT6 4x4 com cabine dupla tem preço sugerido de R$ 161.690. Com o opcional listado, a unidade testada custa R$ 162.490.


Notas (0 a 10)
Desempenho 8
Espaço interno 8
Caçamba 7
Suspensão/direção 7
Conforto/ergonomia 7
Itens de série/opcionais 7
Segurança 9
Estilo 9
Consumo 7
Tecnologia 9
Acabamento 7
Custo/benefício 8

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade