Cuidado

Chuva é sinônimo de atenção

Estar atento à direção defensiva quando as condições de trânsito não estão favoráveis é via de regra para a segurança

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 09/07/2018 10:00 / atualizado em 06/07/2018 13:17 Alvaro Ferraz



Ver, além de tornar-se visto em rodovias ou mesmo dentro das cidades, é um fator que se bem praticado ajuda na redução de riscos de acidente, principalmente em dias com dificuldades climáticas, como a chuva. Nesse caso, a atenção deve ser redobrada, pois a água não só reduz a visibilidade do condutor, mas também diminui a aderência dos pneus ao solo – daí a importância da preservação dos “sulcos”. Eles são essenciais para evitar aquaplanagem.

Da mesma forma, os faróis são bons aliados quando a questão é ver e ser visto. Em dias de chuva, a luz baixa acesa – ao contrário da alta que pode encandear – melhora a visibilidade dos motoristas. Ela não só torna o trajeto visível, como possibilita os veículos ficarem notórios uns para com os outros. Por isso, devem ser imediatamente acionados pelos condutores. Não à toa, desde julho de 2016 está em vigor no Brasil a Lei (13.290) do Farol Aceso, que modifica o Art. 40 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em que “o condutor manterá acesos os faróis do veículo, utilizando luz baixa, durante a noite e durante o dia nos túneis providos de iluminação pública e nas rodovias”.
 
Atrelado a isso, é importante fazer uso corretamente das setas ou da comunicação com os braços, além de regular os retrovisores para evitar pontos cegos. Esses sinais facilitam a leitura e compreensão dos outros condutores. O pisca-alerta, no entanto, deve ser evitado. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recomenda o uso dessa função apenas com o veículo parado, em caso de acidente, pois em movimento e na chuva, pode acabar confundindo os demais motoristas.
 
Os motociclistas e os ciclistas podem também fazer uso das luzes e dos sinais para verem e serem vistos. Reflexivos nas motos e nas roupas somam-se a eles. Os transeuntes podem usar algum material refletor para chamar a atenção. Em baixas condições de luminosidade, esse tipo de objeto aumenta a visibilidade em 4 vezes. Somada a essas dicas, em casos de um “pé-d’água” é preciso ainda se esquivar.
 
Andar muito próximo a outro automóvel e em velocidade alta é sinônimo de perigo. Por isso é fundamental estar a pelo menos 2 segundos de distância do veículo à frente, caso haja a necessidade de uma freada brusca. Na verdade, fazendo chuva ou sol, é importante atenção e cumprimento ao CTB para fazer do trânsito um local mais visto e seguro para todos.

Tags: kicks vrum Nissan Kicks versão intermediária SV Limited Estado de Minas

Encontre seu veículo

Veículos

Últimas notícias

ver todas
19 de setembro de 2018
18 de setembro de 2018
17 de setembro de 2018